O “Tren de la Quebrada” será o primeiro trem turístico da América Latina movido a energia solar

A Cámara Nacional de Turismo del Perú tem planos de operar o trem entre a província de Jujuy, no noroeste da Argentina a Cusco no Peru. O trem deve cortar a Bolívia. O plano é ambicioso, já que as localidades ficam mais de 1.500 km de distância uma das outras.

 

Segundo a CANATUR (Cámara Nacional de Turismo del Perú), a construção do projeto chamado de “Tren de la Quebrada”, já está em andamento. Estima-se que a primeiro trecho da ferrovia seja concluído em agosto deste ano, unindo a localidade de Volcán com Purmamarca e Maimará, em uma rota de 20 quilômetros pelo norte argentino. 

 

No futuro, a linha deve ir à Bolívia, tendo como destino final a cidade de Cusco, no Peru. Não há informações sobre a data prevista para a conclusão da obra de todo o percurso.

A primeira ferrovia solar da região inicialmente terá dimensões reduzidas, consistindo em um vagão com uma capacidade aproximada de 240 passageiros.

 

Por ser um trem turístico, a velocidade será de apenas 30 quilômetros por hora. De acordo com a CANATUR, a viagem de Volcán a Maimará será de cerca de três horas.  Cada estação terá um eixo temático que está relacionado à gastronomia, ao carnaval e à cultura jujeña.

Desta forma, duas indústrias sustentáveis e geradoras de emprego são promovidas: turismo e energias renováveis.

 

O trem vai funcionar com painéis fotovoltaicos nos telhados. Sua propulsão será realizada através de energia solar e diesel hidráulico. O projeto envolveu técnicos e especialistas internacionais responsáveis pelo trem solar de Byron Bay, na Austrália.

 

 

Fonte: H2 Energy

Fotos: Divulgação

 

 

Please reload

Últimos posts

CE, RN, PE, SE, PB, MA, PI, PA e AP estão com as praias limpas, afirma nota

1/10
Please reload

Mais postagens
Please reload

Fale Conosco - São Paulo - Brasil
Redes Sociais
São Paulo-Brasil
Realização: